A PELAGEM PRETA OU ESCURA – Vantagens ou Desvantagens? – Fila Brasileiro

            
   Amigos, a campanha sistemática patrocinada pelos poucos adoradores do Doutor Paulo Santos Cruz contra a pelagem PRETA ou Tigrada/Rajada Escura na Raça Fila Brasileiro continua.

            Para nos antepormos a essa sistemática agressão ilógica, irracional, sem apôio documental, genético ou cinotécnico, estávamos divulgando artigos sustentados por documentos, por teorias lógicas, por estudos efetuados por Técnicos, Juízes Cinófilos, Médicos Veterinários, Médicos Humanos, por CIENTISTAS, principalmente da área genética e/ou biológica e/ou por criadores experientes.

            Acessando-se o site: “http://noticias.ambientebrasil.com.br/noticia?id=43567” lemos o seguinte:

            A mutação genética que faz o seu Cocker Spaniel ter a pelagem PRETA também produz o mesmo efeito em lobos SELVAGENS.  CIENTISTAS mostraram agora que os lobos NEGROS da América do Norte devem sua cor a genes originais de cães domesticados.

            Mais ainda, trata-se de um raro caso em que uma mutação PROMOVIDA pelo homem, ao retornar as populações selvagens, produz um EFEITO BENÉFICO. Com a diminuição do habitat de trunda, onde predominam lobos BRANCOS ou CINZENTOS, aumenta o de FLORESTAS – nas quais a maioria dos LOBOS tem PÊLO PRETO.

            Os lobos de pêlo PRETO quase só existem na América. A mutação que lhes confere essa cor PROVAVELMENTE foi passada às populações de lobos por cruzamentos com cães domésticos (canis lupus familiaris) trazidos pelos ancestrais dos índios, entre 15.000 e 10.000 anos atrás.

            A equipe de 15 CIENTISTAS, coordenadas por Gregory Barsh e Tovi Anderson, da UNIVERSIDADE STANFORD, Califórnia, publicou o estudo na edição de sexta feira (6) do periódico científico “Science”.

            O gene é dominante, basta uma cópia dele para produzir a cor NEGRA. O cruzamento de lobos das duas cores, cinza e NEGRA, produziu uma ninhada de 14 filhotes, dos quais dez tinham o gene e o pêlo PRETO.

            NÃO HÁ CERTEZA ainda entre os cientistas do motivo da mutação SER BENÉFICA AOS LOBOS. Pode ser uma questão de CAMUFLAGEM, a cor escura melhor adaptada à floresta do que à nevada tundra. Más o gene responsável pela cor NEGRA do lobo, beta defensina, também ESTÁ ENVOLVIDO NA DEFESA CONTRA INFECÇÕES.

            “Nossos resultados implicam em que variantes que apareçam durante a domesticação podem ser viáveis na vida selvagem e ENRIQUECER O LEGADO GENÉTICO DE POPULAÇÕES NATURAIS”, dizem os autores. (Fonte: Ricardo Bonalume Neto/Folha Online)..

 

            Acessem o site: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=68942 e leiam entre outras coisas, o seguinte:

            Todas as cores de um ser Jurássico.

            Animal que viveu há 150 milhões de anos tem os seus tons recriados.

            Semana passada……………………………………. …….

………………………………………………………………..

            Os pesquisadores da Universidade de Yale e do Texas………………………………………………………….

…………………………………………………………………..

………. ………………………..

            Acreditamos também que essa palheta de cores na plumagem funcionava também como uma espécie de CAMUFLAGEM, tendo uma importância evolutiva para esses animais tão grande quanto as suas funções aerodinâmicas e de vôo – afirmou Júlia Clarke, professora de paleontologia da Universidade do Texas, que também assina o estudo.

            (O Globo, 05/02/10)

 

            Observações deste signatário:

            1) Vejam que os CIENTISTAS, não leigos iguais a nós, sempre procuram ter ABSOLUTA CERTEZA baseados em estudos e análises feitas repetidas vezes por vários deles, técnicos e especializados em alguns ramos da ciência e quando ainda não chegaram a um consenso, sempre colocam que NÃO HÁ CERTEZA, pois essa somente é conseguida quando se chega a um consenso de unanimidade ou de grande maioria e por inúmeras e repetidas vezes. Vejam bem que eles, (cientistas), não sabem bem o que é que motivou o benéficio neste especifico caso, porém eles já SABEM que a cor PRETA entre os lobos selvagens é BENÉFICA, seja por causa do efeito de CAMUFLAGEM com o novo “habitat”, seja por causa do ENRIQUECIMENTO genético, seja por causa da defesa causada pelo gene, beta defensina, contra infecções, seja por causas outras (ainda não descobertas) conjugadas a alguma (s), ou a todas, dessas causas.

         
          2) Esse é MAIS um comprovante de que a pelagem da cor PRETA ou Tigrada/Rajada Escura para os animais de modo genérico é, como o é para o Fila Brasileiro de modo particular, benéfica PRINCIPALMENTE em ambiente (habitat) onde haja floresta ou mata, que propicie muitas áreas sem luz, ou com pouca luminosidade, ou com sombreamentos, condições essas iguais ou similares as que se apresentavam na maior parte do imenso território TROPICAL Brasileiro durante o período, aceito pela maioria dos criadores, do “Surgimento e Formação” da Raça Fila Brasileiro, ou seja, antes, durante e pós 1631, Século XVII, onde predominava a Mata Tropical. Se o animal fosse predador, ele teria maior facilidade de se “esconder”, se “camuflar”, se “dissimular” com o ambiente e, consequentemente, teria maiores chances de se aproximar de uma presa que estivesse desatenta. Se o animal fosse presa, ele teria maiores condições de não ser visto, não ser detectado visualmente, não ser percebido pelo predador e, consequentemente, teria melhores condições de não virar alvo do ataque do predador. Se o animal fosse Predador e presa, concomitante e ocasionalmente, então ele teria as chances favoráveis duplicadas, pois ele se “camuflaria” mais facilmente e teria maiores condições de caçar ou apanhar a (s) sua (s) presa (s) e, por outro lado, ele teria maiores condições de passar despercebido de seu (s) predador (es), por causa de sua camuflagem natural com o ambiente. 

            3) Outro aspecto favorável da pelagem PRETA ou Rajada/Tigrada escura no animal é que o gene “Beta defensina” FAVORECE NA DEFESA CONTRA INFECÇÕES, o que aumenta ainda mais as vantagens dessas colorações de pelagem. Lembram de outro artigo que se falava que a cor PRETA da pelagem de mamíferos (bovinos no caso citado) absorvia a radiação solar, porém, protegia contra o câncer e seus efeitos danosos.

            4) Outro aspecto favorável da pelagem Preta ou Tigrada Rajada Escura que foi lembrado pelos Cientistas foi que esse tipo de pelagem aumenta as chances favoráveis daquele grupo ou espécie de animais (no caso dos lobos) pelo aumento ou ENRIQUECIMENTO de diversidade genética, o que vai em concordância a uma das regras naturais da existência e sobrevivência das espécies animais na Natureza (Leis da Seleção Natural das espécies), que é a de sempre e invariavelmente favorecer o grupo ou espécie onde haja maior diversidade genética, possibilitando a que aquele grupo ou espécie tenha maiores chances de sobrepujar alguma situação nova, como mudança de habitat, por exemplo e até, com o ENRIQUECIMENTO da diversidade genética, no sentido de se evitar o processo de endogamia, que poderia, eventualmente, ir em direção à extinção desse grupo ou espécie na natureza.

            5) O Cão (de qualquer das raças conhecidas, inclusive da Raça FB), de modo genérico, poderia ser classificado como PREDADOR e também como PRESA, dependendo de cada situação. Como predador o FB perante, digamos,  pequenos e/ou médios mamíferos e aves tropicais; e, o Fila Brasileiro como presa, na época do “Surgimento e Formação da Raça Fila Brasileiro”, perante a Onça pintada (ou Jaguar) e/ou perante o Puma (ou Suçuarana), por exemplo. A título de esclarecimento, há Onça Pintada (macho) que chegava a alcançar peso de 115 Kg ou mais, consoante bibliografia a respeito, portanto, a Onça Pintada “poderia” facilmente matar um FB adulto, um boi, ou até um homem forte.

            6) Voltando ao caso dos lobos NEGROS, lembrem-se que uma das regras das Leis de Seleção Natural era que se uma (s) característica (s) nova (s) fosse (m) incluída (s) num grupo ou espécie, ela (s) (característica-s) seria (m) perpetuada (s) se fosse (m) benéfica (s) ao grupo ou espécie. Portanto, como a coloração PRETA da pelagem nos lobos SELVAGENS foi mantida e perpetuada (transmitida após algumas gerações continuadamente) ela (característica) comprovou-se como benéfica. A PRÓPRIA NATUREZA, A MÃE MAIS SÁBIA ENTRE TODAS, APROVOU A COLORAÇÃO PRETA NA PELAGEM DOS LOBOS AMERICANOS. Quem será que não aprovaria? E no Cão da Raça Fila Brasileiro? Quem não aprova? Quem não aprovar além de estar brigando com as letras do Padrão Racial Oficial da FCI(Federação de Cinofilia Internacional), estará contrariando inúmeros e incontáveis artigos TÉCNICOS de cientistas e ainda estará contrariando um dos maiores CIENTISTAS que o Mundo conheceu que se chamava CHARLES DARWIN, que foi o enunciador das “Leis de Seleção Natural das Espécies”.

            7) Vamos fazer uma SUPOSIÇÃO: Se uma fêmea de Fila Brasileiro de pelagem Preta acasalar com um macho de Fila Brasileiro Tigrado / Rajado escuro, e ambos tivessem antepassados (TODOS REGISTRADOS) genealógicos de pelagem dourada, de pelagem preta, marrom, vermelha e de pelagem tigrada/rajada escura. Não seria possível e factível, baseado nos conhecimentos genéticos atuais, de termos uma ninhada com filhotes de pelagem de cores: Dourada (Amarela), e/ou Preta, e/ou Tigrada/Rajada (escura e/ou clara) e/ou até possivelmente um de pelagem Vermelha e/ou Marrom. Completando-se numa só ninhada todas (ou quase todas) as cores de pelagem possíveis e aceitas pelo Padrão Racial Oficial da FCI. Já imaginaram? Pois bem, os Cientistas Genéticos dizem, através de inúmeros e incontáveis artigos TÉCNICOS que isso é possível e provável, ainda mais que a Raça Fila Brasileiro é muito prolífera, bem como já tivemos relatos de vários criadores que já tiveram essa formidável e prazerosa experiência em suas criações.

            8) Portanto, como a mais SÁBIA entre as mães, ou seja, a NATUREZA, APROVOU a cor PRETA, por ser essa cor, a exemplo da Rajada/Tigrada Escura, uma cor que favorece a camuflagem no Mundo Novo, no qual o próprio Brasil está incluído; como o Padrão Racial Oficial da FCI/CBKC reconhece como EXISTENTES E ALBERGADAS essas colorações de pelagem na Raça Fila Brasileiro (PRETA, Tigrada/Rajada, Vermelha, Marrom e Amarela, em todas as nuances), Padrão esse que vigora em TODOS os Países filiados à Federação de Cinofilia Internacional (inclusive no próprio Brasil); como a grande e enorme maioria dos criadores de FB reconhece como OFICIAIS as cores PRETA E Tigrada/Rajada Escura na Raça Fila Brasileiro; como essas cores (PRETA e Tigrada/Rajada Escura) São cores que também são estimuladas, por possuírem muita pigmentação, pelo MED (Manual de Estrutura e Dinâmica) da CBKC/FCI; como essas cores (Preta e/ou Tigrada/Rajada escura) sempre foram albergadas pelos Padrões da Raça Fila Brasileiro, ou seja, o 1º editado em 1946, o 2º editado em 1976 e o atual editado em 1984 e nunca nenhum deles colocou qualquer restrição ou impedimento, mínimo que fosse, contra a existência e oficialidade delas (colorações de pelagem); como essas cores de pelagem do FB são, de modo geral, muito bem apreciadas no comércio, que diga-se de passagem está meio fraco; como no Brasil, igual aos demais Países que seguem as principais Regras e PRINCÍPIOS Universais de Direito, inclusive o que diz que a (s) obrigação(ões) de provar, com provas REAIS (não fictícias) é (são) do (s) acusador (es) {O ônus da prova compete à acusação}, porém isso não quer dizer que devamos, ou que iremos dificultar qualquer ação de tentativa de prova, muito pelo contrário, devemos e iremos facilitar qualquer tentativa de prova de ilicitude ou de impureza, para tal disponibilizamos e disponibilizaremos acesso a TODO e QUALQUER exemplar de Fila Brasileiro de nossa criação e/ou propriedade, para qualquer tipo de exame que seja factível e/ou recomendável, desde que às expensas do (s) acusador (es), ou melhor dizendo, desde que não as nossas próprias expensas. . Considerando, igualmente, que desde o início dessas acusações injustificadas e sem nenhum respaldo cinotécnico, que ocorreu (ou começou a ocorrer) por volta de 1975, até a presente data (05/02/2010), portanto, tendo decorrido, no mínimo, aproximadamente pouco mais de 35 (trinta e cinco) anos, tempo esse mais do que suficiente para a coleta de alguma (s) Prova (s) porventura existente (s), sendo que, em momento algum, qualquer desses acusadores apresentou uma ÚNICA PROVA REAL que pudesse merecer algum crédito Policial ou Judicial. Considerando, igualmente, que ninguém, dentre os acusadores ou dentre os adeptos de Clube dissidente, até o presente momento compareceu a uma Delegacia de Polícia, ou perante algum representante do Ministério Público, ou perante algum Juiz de Direito, representante do Ministério da Justiça, para fazer uma ACUSAÇÃO FORMAL contra aquela (s) pessoa (s) que hipoteticamente houvesse (m) praticado  ato ou conduta criminoso (a), conduta ou ato esse que supostamente seria tipificado como CRIME de ‘Falsidade ideológica” (miscigenação), previsto no Código Penal Brasileiro desde 1940, Fato esse (comparecimento e acusação formalizada perante autoridade pública) que serviria para dar uma credibilidade mínima para que considerássemos algo como possível de ter acontecido. Para resumir: Nós não precisamos PROVAR a existência e oficialidade do Fila Brasileiro preto ou Tigrado/Rajado Escurao, pois ela já está provada e comprovada pelos próprios Padrões Raciais. Quem tem de PROVAR o que fala e acusa, com prova REAL (não fictícia), são os que acusam essas cores de “impuras”. À vista da série de “considerandos” e fatos, resolvo suspender provisoriamente a feitura e divulgação desses artigos de contraposição a essas acusações infundadas e sem nenhuma base.

            9) Vejam que o segundo artigo mencionado acima, é um artigo muito recente e se refere ao estudo sobre um Dinossauro, cujos restos (fósseis) foram descobertos na China. Vejam que os Cientistas (Paleontólogos na maioria) se preocupavam também com o fato das cores da plumagem poderem servir, entre outras coisas, como CAMUFLAGEM, pois, esse item (CAMUFLAGEM) era (e é) um fator importantíssimo para a sobrevivência de animais que vivam (ou viviam) na NATUREZA, cujas leis de sobrevivência são muito rigorosas. O Jornal da Ciência é um produto disponibilizado no site da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.         

                        “Não fique só, fique sócio da SPFB”.

                        “Quantos mais formos, mais seremos ouvidos”.

                        “Ética, um princípio que não pode ter fim”.

                        “Quem quiser cor, que crie rosas”. Autoria do Dr. Paulo Santos Cruz.

                        “Brasileiro que cria Fila Brasileiro é duplamente Brasileiro”.

                        “Não devemos atacar o mentiroso, devemos atacar a mentira ou a meia verdade”.

                        “Tanto a cor PRETA, quanto a Tigrada/Rajada, quanto a Marrom, quanto a Vermelha, quanto a Amarela, claras ou escuras, são as cores existentes e aceitas pelo Padrão Racial OFICIAL do Fila Brasileiro editado pela CBKC e aprovado pela FCI (Federação de Cinofilia Internacional), devidamente reconhecido e aceito por TODOS os Países filiados à FCI”.

                        Acesse o site: http://www.fci.be e leia o Padrão Racial Oficial (Alemão, Inglês e Francês) do FB; acesse o site: http://www.cbkc.com.br e leia o Padrão Racial do FB em português (falado no Brasil), ou em espanhol ou em Inglês; acesse o site: “http://www.spfilabrasileiro.com.br” e leia o Padrão Racial do FB devidamente comentado por criadores e Juizes experientes; acesse o site: “http://www.canildosertao.com” e leia o primeiro Padrão Racial do Fila Brasileiro, cujo autor sênior foi o Dr. PSC (autor das teorias “mórbidas” da dissidência) e também leia muitos outros artigos de interesse dos “fileiros” e dos demais cinófilos.

                        Continuo SENTADO aguardando prova REAL (não fictícia) da não existência e não oficialidade das cores PRETA e/ou Tigrada/Rajada Escura na Raça Fila Brasileiro”.

        São Paulo, 05 de Fevereiro de 2010
Virgílio De Martella Orsi.

  Juiz de FB e grupos I, II, IV, V, VIII e X da CBKC/FCI.

       Canil Vale do Aricanduva/SP- Brasil.

Voltar a artigos Fila Brasileiro